Fique ligado nas novidades do mercado

Inscreva-se em nosso site, todo mês nós vamos te mandar novidades quentinhas sobre design.

Assine

O FUTURO DO MUNDO E MINHA VISÃO COMO DESIGNER


Muito se fala sobre design, futurismo e inovação, mas afinal, o que é isso e como pode impactar nas nossas vidas? Pensando nisso nosso CEO resolveu fazer um pequeno texto expondo sua opinião, esperamos que gostem.

Há pouco tempo tive a oportunidade de ver um vídeo sobre Elon Musk e suas crenças “absurdas” as quais sempre acreditei, uma das citações desse visionário incrível é de que nós podemos estar vivendo em uma simulação, algo parecido com Matrix ou até mesmo uma versão melhorada de The Sims, jogo de vídeo game popularizado nos anos 2000, confesso que já faz algum tempo que levanto essa hipótese, claro que não seguindo-a cegamente, mas também não a descartando, até porque se não podemos provar o contrário não podemos descartá-la.

Ainda sobre Musk, outra menção importante é sobre o seu respectivo receio ou medo sobre as AI. Ele acredita que é preciso tomar muito cuidado, e eu tenho que admitir que concordo, afinal estamos prestes a criar uma nova classe de seres e não simples maquinas do dia a dia. A própria Google em um de seus anúncios oficiais comentou que está criando um botão de “destruição” para conter uma possível Skynet, representada no filme Exterminador do Futuro como uma máquina que quer exterminar a humanidade. E preciso dizer que esse botão pode ser muito útil.

Para quem gosta dos temas robôs e AI, eu recomendo a série Humans, produzida pela AMC e distribuída pelo Chanel 4, a trama da série representa muito bem a realidade que poderemos viver em poucos anos, onde humanos dividem espaço com maquinas em praticamente todas as tarefas do dia a dia. Claro, tirando um pouco do drama envolvido na produção para torná-la mais vendável acredito que o conteúdo da série vai se confundir com a realidade muito em breve.

Somando as menções acima é possível ver que uma das grandes preocupações da humanidade é o medo de ser destruída, ou até mesmo de tornar-se submissa a uma inteligência superior. Não queremos criar algo que vá nos destruir no futuro e isso tudo faz e não faz sentido ao mesmo tempo, nós queremos evoluir, desde que essa evolução não acabe nos matando, mas, no meu ponto de vista a palavra evolução já elimina esse medo. Se analisarmos o mundo, é fácil ver que a única espécie que mata a si mesmo é a humana e mesmo assim com o passar do tempo as pessoas tem tomado consciência de que matar não é a solução e se imaginarmos um cenário comparativo é simples ver como a vida de hoje é diferente da de 100 anos atrás; nosso conhecimento evoluiu e temos mais consciência de que a morte do semelhante não é a solução. Ainda estamos distantes do ideal, mas isso prova que conhecimento é o caminho.

Não tenho certeza se a próxima geração de robôs será mais inteligente, mas gosto de pensar nela como uma opção para uma vida mais equilibrada.

Sem querer alongar muito a leitura acho que nesse texto não tem espaço para teorias ou ideias malucas que tenho sobre o futuro do mundo, mas em resumo a mensagem que quero deixar é:

Não precisamos ter medo de uma mente evoluída, afinal uma mente realmente inteligente procura uma forma de viver em equilíbrio sem matar ninguém.
Claro que essa é apenas minha opinião, e preciso confessar que posso estar errado, mas prefiro acreditar nisso do que andar para trás.

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
RSS Feed

FIQUE POR DENTRO